Em única licitação, prefeitura de Rio do Sul economiza 1 milhão

Ataduras, esparadrapos, seringas, agulhas descartáveis, água oxigenada, sondas para procedimentos médicos, termômetros, tesouras cirúrgicas, entre outros. O que parece ser uma simples aquisição de materiais para atendimento de pacientes pela Secretaria de Saúde de Rio do Sul, vem se tornando um desafio positivo para a secretaria de Administração da Prefeitura.

Na última quinta-feira (28), o Departamento de Licitações realizou mais um pregão para aquisição de equipamentos e material médico hospitalar para atendimento dos diversos pacientes da Policlínica de Referência Regional e nas Unidades Básicas de Saúde dos bairros. Com orçamento inicial de R$ 1.231.343,76, pré-definido por meio de consulta de preços feita a alguns fornecedores, a Prefeitura conseguiu economizar cerca de 75% do valor inicial, fechando o pregão por apenas R$ 301.307,59.

Para o secretário de Administração da Prefeitura, Givanildo Silva, o grande desafio é reduzir cada vez mais os gastos do poder público e utilizar este dinheiro com responsabilidade. “Usando estas novas ferramentas de gestão, conseguimos ampliar o número de concorrentes, reduzindo consideravelmente os valores investidos pela Prefeitura”, destacou.

O software que possibilita o processo de licitações online é gratuito, e permite que empresas de todo o Brasil participem do leilão eletrônico, e vence a empresa que oferecer o menor valor. O software é cedido sem nenhum custo para prefeitura pela Bolsa de Licitações e Leilões (BLL).

Na licitação, 166 itens estavam a disposição, separados em lotes de 10 produtos. As mais de 30 empresas, de todoo Brasil, que participaram do processo, tinham tempo randômico de até 30 minutos para dar o lance, e mais 15 minutos para realização de algum questionamento burocrático.

Para o prefeito Garibaldi Antônio Ayroso, o Gariba, com a ampliação do número de empresas participantes, a Prefeitura consegue inibir a combinação de preço feita por alguns fornecedores de má índole nas licitações presenciais. “Empresas de todo país participam do pregão, com isso, conseguimos reduzir o lobby feito por alguns fornecedores e gerar economia significativa aos cofres públicos, além de adquirir produtos de maior qualidade”, frisou o prefeito.

Os editais de licitação são disponibilizados no site da Prefeitura de Rio do Sul e nos diários oficiais da União e do Município. As empresas possuem funcionários especializados para a busca destes pregões públicos.

A Prefeitura de Rio do Sul utiliza o software de pregão eletrônico desde o início de 2013. Ao final do mês de junho, a Secretaria de Administração deve fechar o balanço da economia gerada no primeiro semestre de 2015. “Com certeza teremos um resultado muito satisfatório, tanto para nós, administradores públicos, quanto para a população, que ganha com novos investimentos, possíveis devido a economia gerada”, finalizou o secretário de Administração.​​